Convento de São Saturnino: O Paraíso entre a Serra e o Mar

Quando procurámos por alojamentos perto de Sintra, na Booking, ficámos deslumbrados mal nos deparámos com este achado – o Convento de São Saturnino. A sua localização idílica e charmosa foi o que mais nos encantou. Rapidamente, decidimos que seria este o local perfeito para passar o nosso Dia dos Namorados.

 

Uma Pitada de História

Este Convento foi concebido no séc. XII.

Os vários objectos aqui encontrados durante as obras de recuperação, em 1998, indicam que aqui terá existido um local de culto a São Saturnino. A  cerca de 1h de distância a pé deste convento pode encontrar-se também a Ermida de São Saturnino, no cimo da Serra de Sintra, numa zona conhecida como Peninha.

Depois de 3 anos a sofrer restauração, o Convento de São Saturnino abriu finalmente como hotel, em 2005.

 

Localização

Para além da proximidade com Sintra, que era o nosso requisito principal, este alojamento goza de uma posição e de uma envolvente privilegiada. Sobranceiro ao Atlântico, situado num verdejante vale escondido da reserva natural da Serra de Sintra – Cascais, encontramos esta jóia tão bem conservada.

Localiza-se em Azóia, a apenas 39 km de Lisboa, 16 km de Sintra, 14 km de Cascais e a cerca 4 km do Cabo da Roca – o ponto mais ocidental da Europa.

Como já mencionámos anteriormente, a localização estratégica foi o que mais nos cativou. Pretendíamos um sítio para pernoitar que fosse perto de Sintra, que fosse detentor de factor WOW e que fosse muitoooo romântico. Sem sombra de dúvida que este alojamento não só preencheu todos os nossos requisitos, como também os excedeu.

À saída do alojamento encontrámos este trilho escondido com vistas fantásticas para o Atlântico

Sintra

 

O Hotel

Desde que efectuámos a reserva que andávamos em contagem decrescente para que o tão esperado dia chegasse. Finalmente, o dia chegou e mal conseguíamos conter a emoção durante o caminho para lá chegar. Fizemo-nos à estrada, a partir do Alentejo. Quando nos começámos a aproximar de Lisboa recorremos ao nosso bom e útil amigo, Google Maps, que facilmente nos indicou o caminho.

Ligámos para informar a hora da nossa chegada. Comecei, naturalmente, a falar em português e a explicar que iríamos chegar um bocadinho depois das 18h. Rapidamente tive de mudar o discurso para inglês porque quem nos atendeu sabia poucas palavras de português. Aliás, durante toda a nossa estadia, apenas nos deparámos com membros do staff que falavam inglês. Por isso, levem os vossos conhecimentos de inglês preparados porque, muito provavelmente, vão ter de lhes dar uso.

A chegada fez-se por uma estrada de terra batida com uma descida acentuada e algumas curvas bem pronunciadas. O portão eléctrico abriu-se com a nossa chegada. Bastou estacionar e dirigimo-nos para a recepção. Fomos amavelmente recebidos e encaminhados para o nosso quarto.

Estrada de acesso para o Convento de São Saturnino

Hall de entrada e o simpático cão recepcionista

Convento de São Saturnino

Este é o ambiente perfeito para relaxar e desconectar do mundo exterior. Literalmente! Mal chegámos apercebemo-nos que a rede dos nossos telemóveis deixou de funcionar. Durante toda a nossa estadia não apanhámos qualquer sinal de rede telefónica. Somos MEO. Embora a nossa rede não tenha funcionado, talvez outras funcionem. Mas também quem precisa de rede telefónica no paraíso?

Desligar do mundo exterior é mesmo o lema que mais se adequa a este lugar. Televisões também não as encontrarão por aqui, nem no quarto, nem na sala. Livros, porém, há muitos. Livros vários sobre Sintra que dão vontade de aqui permanecer, indefinidamente, a ler mais e mais sobre a história e os lugares encantados de Sintra. Também não faltam livros com sugestões de hotéis de charme, onde o Convento de São Saturnino aparece sempre mencionado como o expoente máximo do romantismo e do bom gosto.

Por todo o hotel podemos encontrar vários quadros e uma decoração de requinte e elegância com um toque medieval que encaixa em perfeita sintonia com o ambiente circundante.

Uma vasta gama de bebidas está também à vossa disposição no bar, que funciona em regime de self-service. Ou seja, consomem o que quiserem e anotam num papel, depois pagam no acto do check-out.

Bar

Bar

Sala principal

Na sala principal podem encontrar o bar, a sala de estar com uma espécie de mini biblioteca e uma lareira. Aqui, poderão também usufruir de Wi-Fi gratuito. No quarto, poderão ter sorte e ainda apanhar um bocadinho de sinal e conectar-se à internet. Porém, o sinal será muito mais fraco nessa zona.

Biblioteca

Podem consumir chá e café à vontade, sem qualquer custo extra, que estão disponíveis na sala do pequeno almoço a qualquer hora.

Lareira na Sala de convívio

Por esta altura já devem ter percebido quão exclusiva é a localização deste lugar, mas achamos que nunca é demais mencionar. Por isso, aqui fica mais uma foto para ilustrar o porquê do nosso deslumbre com este lugar.

Nós que nem somos tradicionalmente bichos madrugadores, com a excitação de estarmos num local como este,  acordámos facilmente às 7h para explorar o espaço exterior do hotel.

 

Quartos

No total o hotel dispõe de 6 quartos e 3 suites. Todos os quartos apresentam características únicas.

Ficámos no Quarto 5 que nos deixou arrebatados com a vista que tínhamos da nossa varada. Depois de aqui termos ficado hospedados e acordado com esta vista vai ser difícil encontrarmos outro  alojamento que consiga superar este panorama.

O quarto é aquecido por radiadores, o que permite que a temperatura esteja constantemente amena e agradável.

Varanda do nosso quarto

Quarto 5

O Dia dos Namorados é uma data duplamente especial para nós. É também neste dia que celebramos o tempo que já passámos juntos. Decidimos, então, que para celebrar a rigor 2 anos juntos iríamos optar por reservar o Pacote Romântico.  O que significa que para além da extasiante vista que dispúnhamos da varanda do nosso quarto tínhamos também  uma garrafa de champanhe Raposeira – Meio Seco e deliciosos bombons frutos do mar belgas, que rapidamente devorámos pela noite dentro.

O Convento de São Saturnino é a opção perfeita para todos os amantes e apaixonados

Acordar com esta vista foi algo inexplicável

Casa de Banho

 

Pequeno-Almoço

O pequeno-almoço está disponível entre as 9h e as 11h e é super saboroso. Os croissants eram fantásticos, os ovos mexidos divinais e o bacon fazia crescer água na boca. Existem também cereais, leite, sumo de maçã e de laranja (não natural).

Embora, este não tenha sido dos pequenos-almoços com mais variedade que já tivemos é, sem dúvida, delicioso. A cereja no topo do bolo é a sala de refeições onde o mesmo é servido, que nos faz teletransportar para um ambiente digno de filme.

Na sala do pequeno-almoço tocava música clássica. No entanto, o som que mais marcou a nossa refeição foi o da chuva forte que começou pouco depois de nos sentarmos confortavelmente à mesa.

Sala de Refeições

Tão de rompante como apareceu, a chuva também foi embora e deu lugar a um dia lindo e azul. Convidando-nos a levar o nosso café para um passeio até ao exterior da sala de refeições para que o pudéssemos desfrutar com uma vista inigualável.

Café com a vista mais cativante que já tivemos oportunidade de experimentar

 

Perfeito para Amantes de Animais

Por toda a propriedade irão encontrar excesso de fofura em forma de animais. Animais como gatos, cães, patos, cabrinhas e até mesmo um simpático burro.

Na sala de convívio e na área central do hotel podem contar com a companhia de um simpático gato preto que adora festinhas e que também não dispensa um colinho para fazer a sesta. Adorámos ter a companhia deste hospede permanente e sociável. Aliás, este foi o único hospede com quem tivemos o prazer de nos cruzar durante toda a nossa estadia. Hospedes humanos nem os avistámos. Sentimo-nos totalmente em casa. Por momentos, durante o serão, sentimo-nos uma família com o seu gato de estimação a apreciar o conforto da lareira e dos livros.

 

Piscina

O hotel tem uma piscina que oferece vistas fantásticas sobre o vale e o mar. Porém, durante a nossa estadia a piscina estava a sofrer remodelações, mas se tudo correr bem em Abril estará pronta. A piscina é de água fria, portanto costuma abrir nos meses de Junho ou Julho.

 

Preço & Reservas

Dependendo da altura, os preços podem variar, mas os valores encontram-se algures na gama dos 120€-160€. O melhor mesmo é consultarem a Booking para verem os preços para as vossas datas.

Para reservarem, só têm de clicar aqui.

 

Informações úteis

  • Preparem o vosso inglês porque, muito provavelmente, vão precisar dele para comunicar com os membros do staff
  • O alojamento possui estacionamento gratuito
  • Se desejarem uma massagem poderão pedi-la junto à recepção
  • A recepção do hotel funciona das 9h30 às 19h
  • Dependendo da disponibilidade do cozinheiro (Abril – Outubro) o jantar no convento pode ser preparado mediante pedido. O hotel está a trabalhar para que a disponibilidade para preparar refeições seja durante todo o ano
  • Lanches para piqueniques podem ser preparados mediante pedido prévio

Já experimentaram este hotel? Ficaram com vontade de experimentar? Nós mal podemos esperar para aqui voltar.

Lara Oliveira

LEAVE A COMMENT

RELATED POSTS