Portugal: 5 Lugares Secretos Para Descobrir em 2017

Decidimos reunir os sítios e as experiências mais únicas que tivemos o privilégio de descobrir durante o ano de 2016. O resultado é a seguinte lista. Esperemos que gostem!

1. Casa na árvore, Algarve

90-1

O que torna esta casa na árvore num local sem igual é, sem dúvida, o seu enquadramento idílico, e todo o seu charme e encanto envolvente. É a frescura e a plena harmonia com a natureza, não é apenas uma casa na árvore, mas sim um local mágico, onde o seu acesso parece saído do nosso imaginário. Ora vejam,

img_1708

Quem nunca sonhou em dormir numa casa na árvore? Andamos sempre à procura de alojamentos que proporcionem experiências diferentes e, como é óbvio, adoramos o encanto que só as casas na árvore têm. Ficámos um tanto loucos de felicidade quando descobrimos que era possível ter essa experiência aqui tão perto de nós, em Aljezur, no Algarve.

Se quiserem ver mais fotos, descobrir mais sobre a experiência de dormir numa casa na árvore ou aprender como reservar uma noite neste paraíso, basta clicar aqui.

2. Montanhas Mágicas

102

Já ouviste falar das Montanhas Mágicas de Portugal?  Nós, até este Verão ainda nem sonhávamos que tal paraíso pudesse existir. Agora que descobrimos este segredo queremos partilhá-lo.

Montanhas Mágicas é o nome que se dá ao conjunto das Serras de Montemuro, Arestal, Freita e Arada. São 7 os municípios que fazem parte deste território encantado: Arouca, Castelo de Paiva, Castro Daire , Cinfães, São Pedro do Sul, Sever do Vouga e Vale de Cambra.

Para verem mais fotos e o texto completo que fizemos sobre esta região mágica, só têm de clicar aqui.

88-pub

Em 2016 experimentámos também fazer campismo selvagem, isto é, acampar sem ser num parque de campismo. Decidimos trocar o conforto de uma cama de hotel pela experiência única de dormir sob as estrelas. Decidimos fazê-lo num dos locais naturais mais belos de Portugal, nas Montanhas Mágicas.

Gostariam de ler mais sobre a nossa experiência de campismo selvagem? Só têm de clicar aqui.

3.  Fraga da Pena, distrito de Coimbra

fotorcreated

A descoberta da Fraga da Pena foi a nossa primeira experiência como perseguidores de cascatas. Nunca tínhamos ouvido falar deste pequeno paraíso até ao dia em que descobrimos uma adorável casa para alugar, por uma noite, na pequena aldeia de Pardieiros.

É apenas a 10-15 minutos de caminhada desde a aldeia de Pardieiros, que se encontra este local idílico. Pertence ao município de Arganil, distrito de Coimbra. Situa-se em plena Mata da Margaraça e Serra do Açor. Dista cerca de 79 km de Coimbra e 23 km de Arganil.

Podem ler o texto completo dedicado a este local e também à idílica aldeia de Foz D´Égua, aqui 

4. Mata do Buçaco

87

75

Localiza-se no Luso, centro de Portugal. Entre Coimbra,  Viseu e Aveiro.

Neste verdejante paraíso poderão encontrar o encantador Palace Hotel do Bussaco, o Convento de Santa Cruz, 6 percursos pedestres, a fonte fria e um museu militar.

Podem ler tudo sobre a nossa ida à Mata do Buçaco aqui.

5. Cascata do Tahiti, Gerês

13-pub

img_20150719_181212-3-1-2

Localizado no extremo norte de Portugal, o Gerês é uma região onde ainda temos muito que explorar.

Desde cascatas várias, a piscinas naturais de água límpida e cristalina, o Gerês tem um pouco de tudo para os amantes de Natureza. Infelizmente, ainda não tivemos oportunidade de passar aqui tempo suficiente para poder dedicar-lhe um texto no nosso blog. Estas duas fotos são as únicas recordações fotográficas que temos da nossa curta estadia.

Chegámos a esta bela cascata por recomendação da recepcionista do nosso hotel e com as suas indicações conseguimos achar o local. Se quiserem descobrir como aqui chegar podem consultar este site.

summer-style-guide-1

2016 foi para nós um ano muito especial, foi no dia 18 de Setembro, deste ano, que nasceu este blog. Obrigada a todos os que já fazem parte deste nosso percurso. Comprometemo-nos a continuar a mostrar-vos os recantos e encantos deste nosso Portugal, bem como os seus alojamentos mais únicos.

Qual o vosso lugar menos conhecido e preferido de Portugal? Têm sugestões de sítios novos para visitarmos? Comentem aqui, em baixo. Adoramos receber sugestões para adicionar à nossa lista.

Lara Oliveira

6 Comments

  1. Responder

    Pedro Saldanha

    29 Dezembro, 2016

    Até percebo que coloquem os locais pelos nomes mais vulgares, mas podiam fazer menção ao verdadeiro nome dos locais: cascata de Tahiti?!? Idem procurar o nome correcto dessa cascata..

    E mais, apesar de ser muito giro fazer campismo selvagem, tal é proibido legalmente.. 🙂

    • Responder

      Lara Oliveira

      29 Dezembro, 2016

      Boa noite, Pedro. Sabemos que Cascata do Tahiti é o nome popular para a Cascata Fecha de Barjas. Realmente, poderíamos ter mencionado essa curiosidade aos nossos leitores, mas não o fizemos. Iremos ter em consideração o seu comentário quando elaborarmos um próximo texto. Antes de fazermos qualquer publicação no blog, fazemos sempre uma pesquisa prévia sobre os locais, mas acabamos por não colocar nem metade da informação que lemos, por opção.

      Quanto ao campismo selvagem, não sei se teve oportunidade de ler o texto que fizemos dedicado a essa actividade, mas aí mencionamos a possibilidade desta modalidade de campismo ser ilegal em Portugal. Fomos inclusive procurar o Decreto de Lei que parece legislar esta prática e algumas notícias relacionadas com o assunto. No entanto, de acordo com a informação que encontrámos parece ser pertinente distinguir entre campismo selvagem e bivaque. “Se o campismo selvagem é proibido em todos estes locais, o bivaque é muitas vezes tolerado (este é o caso de alguns parques nacionais e em montanha).
      O bivaque consiste em instalar-se para passar a noite e partir na manhã seguinte. No entanto, é necessário informar-se antecipadamente junto dos eventuais guardas do parque, abrigos ou da câmara municipal! É claro que a principal condição consiste em respeitar a natureza e deixar os locais tão limpos conforme se encontravam à sua chegada.” Esta informação está referida no nosso texto sobre Campismo Selvagem 😉

  2. Responder

    Jose Esteves

    31 Dezembro, 2016

    Concordo consigo, o Gerês tem muito para descobrir, poderei ser suspeito mas adoro todo o norte e centro do nosso país, rico em paisagens verdejantes, áridas mas todas com o seu quê de especial. Espero visitar em breve a Cascata do Pulo do Lobo em Mértola, aliás não conheço esta área do interior alentejano. Gostei de visitar Marvão, Castelo de Vide, conhecida por sintra do alentejo, até Monsanto, a aldeia mais alta de portugal. Se falarmos nos Açores, bem então nunca mais acaba a beleza e as paisagens, revisitei este ano a ilha de S.Miguel, uau. Da Madeira, direi que é muito bonita, mas mais turistica e isso paga-se, mas de uma beleza sem igual. Espero ter aguçado o espírito para mais viagens em 2017. Bom Ano de 2017 e boas viagens.

    • Responder

      Lara Oliveira

      1 Janeiro, 2017

      Muito obrigada por partilhar connosco as suas viagens e os seus locais favoritos. Também adoramos os muitos encantos verdejantes do nosso país. Portugal é pequenino, mas tem um número de preciosidades sem fim.

      Nós somos naturais do Alentejo, de uma pequena vila do distrito de Beja. Por acaso, já a algum tempo que falamos em ir dar um pulinho até à Cascata do Pulo do Lobo, esperamos também visitá-la em breve, talvez, na nossa próxima visita a Mértola. Apesar de sermos do Alentejo, do Alto Alentejo ainda não conhecemos muito. Esperamos que 2017 seja um ano para podermos explorar e dedicarmos mais atenção a esta bonita região onde habitamos.

      Não sei se já conhece, mas adoramos Monsaraz, no distrito de Évora

      Os Açores já estão na nossa lista de viagens há muito tempo. Há tanto para explorar nessas ilhas que gostávamos que quando tivéssemos a oportunidade de ir até lá fosse com tempo.

      Ainda não estivemos na Madeira juntos, mas já lá estive com os meus pais há uns 3 anos e adorava poder voltar, agora com o Valter. Sem dúvida, que é um local de uma beleza ímpar.

      Votos de um excelente 2017, repleto de sonhos e viagens!

  3. Responder

    Rui

    31 Dezembro, 2016

    Bom dia.

    Vocês têm aqui um belo blog de viagens. O topgeres.pt é uma plataforma de alojamento turístico essencialmente vocacionado para o Parque Nacional da Peneda Gerês. Esperamos, em breve alargar o nosso âmbito a todo o território nacional. Um dia, quando vierem ao Parque Nacional não se esqueçam de avisar, quem sabe podemos ajudar na vossa logística 🙂
    Também adoramos os lugares que visitaram e obrigado por incluírem o Gerês, neste casa a Cascata do Thaiti, um lugar maravilhoso e envolto em polémicas ás quais preferimos a visita e bons assim como únicos momentos ali passados.
    Esperamos que um dia nos encontremos por aí, um abraço e excelente ano 2017, TG Team

    • Responder

      Lara Oliveira

      1 Janeiro, 2017

      O vosso comentário encheu-nos de alegria. Um grande obrigada pelas vossas simpáticas palavras.

      Não poderíamos deixar de incluir o Gerês nesta lista. É um dos locais que mais anseamos para voltar com tempo para explorar. Ainda não conhecíamos a vossa plataforma, mas agora que ficámos a conhecer adoramos. Parece-nos uma óptima ferramenta a utilizar para marcar alojamentos e adoraríamos ver a sua expansão. Seria um grande prazer colaborar com vocês na nossa próxima ida ao Gerês.

      Um grande abraço,
      Lara e Valter

LEAVE A COMMENT

RELATED POSTS